• O diafragma é um anticoncepcional seguro, natural e inócuo.
  • Fabricado em silicone possui uma película mais fina e mais resistente que o látex.
  • É liso, sem porosidade, muito superior à borracha .
  • É prático, rápido na colocação e retirada, reversível e durável (2 a 3 anos).
  • Dá à mulher maior grau de autonomia sobre sua vida reprodutiva e na prática sexual.
  • Favorece ao autoconhecimento oferecendo a oportunidade da mulher conhecer melhor o seu corpo.
  • Indicado no período de amamentação porque não interfere na lactação.
  • Não resseca , portanto não necessita polvilhar com amido ou talco.
  • Inodoro mesmo após o uso.
  • O silicone é totalmente antialérgico, não causando portanto, nenhum tipo de irritação.
  • O diafragma da Semina é totalmente inerte, não entrando em reação química com a geléia espermicida ou qualquer outro elemento químico.
  • "Por se tratar de um método de barreira, existe a possibilidade do diafragma proteger o colo do útero do câncer" (op.cit. Araújo & Diniz).
  • Suporta maior intensidade de calor e pode ser fervido, sem prejuízo de sua qualidade e eficiência.

Dicas:

  • O diafragma de silicone pode ser colocado a partir da sexta-feira e retirado na próxima segunda-feira, seguindo- se a assepsia necessaria, isto é , lavando-o durante o banho.
  • Estudo realizado no Cemicamp/98 mostra a possibilidade do "uso contínuo do diafragma". Colocado sem espermicida, retirado (observando-se o período mínimo de 8 horas após a última relação sexual), lavado e recolado durante o banho, garantindo a proteção contraceptiva e apresentando a mesma eficácia;
  • A prática em serviços públicos e clínicas privadas na medição e orientação para a colocação do diafragma, comprova o importante papel da enfermagem na otimização, colaboração e participação neste serviço.

EFICÁCIA

A eficácia desse método pode ultrapassar os 98% dependendo do seu uso apropriado. É seguro mesmo em longo prazo, pois não exerce alterações fisiológicas ou sistêmicas.
Requer motivação e acompanhamento da usuária para a garantia da continuidade do uso. Aderência ao método.

EFEITOS COLATERAIS

Os efeitos colaterais relatados durante o uso do diafragma são raros e de fácil resolução, são eles.: · Irritação na vagina;

  • Reações alérgicas relacionadas ao uso do espermicida, podem ocorrer, desaparecerendo com a interrupção do uso do medicamento ou mudança de marca do produto;
  • Cistite - alguns estudos apontam para a diminuição da incidência de infecções entre usuárias de espermicidas.
  • Estudos indicaram uma baixa incidência de vaginites e cervicite.

CONTRA-INDICAÇÕES

As contra-indicações sobre o diafragma são raras, podemos ressaltar algumas como: características anatômicas, atitudes psicológicas ou condições ambientais. (Souza,J.W.S.):

  • Prolapso, Rotura, Retroversão ou Anteflexão severas do útero;
  • Tônus muscular vaginal deficiente;
  • Fístula retrovaginal ou vesicovaginal;
  • Cistocele ou retocele severas;
  • Pós-parto imediato;
  • Parede vaginal anterior rasa;
  • Dificuldades em tocar os genitais (aversão psicológica);
  • Dificuldades em aprender o uso adequado do método;
  • Ausência de ambiente propício para a inserção e remoção do diafragma.

MEDIDORES PARA DIAFRAGMA

Os medidores para diafragmas são apresentados em 06 (seis) tamanhos diferentes (de 60 a 85 ), e a escolha do tamanho apropriado dependerá da distância entre o fundo de saco posterior e o sub-púbis.
O emprego dos diafragmas medidores da Semina devem ser realizados por profissionais experientes e treinados na área de Saúde da Mulher.
A mulher deverá estar deitada em posição ginecológica em uma cama, não necessariamente em uma mesa ginecológica ou em pé.

 voltar ao índice

 

 

      

 



Semina Indústria e Comércio Ltda
Rua Maracá, 658 - Vila Guarani - São Paulo - SP - 04313-210 - Fone: (11) 5014-7800 - Fax: (11) 5014-7807
© Copyright 1998-2007 - Semina - Todos os direitos reservados