Treine antes:

Antes de colocar o diafragma pela primeira vez, é importante que você compreenda como fazê-lo corretamente:

Introduza seu dedo indicador na vagina para cima e para trás. Movendo o dedo delicadamente você sentirá o colo do útero, como uma saliência de consistência semelhante à ponta do nariz.

A frente do colo do útero, logo após a entrada da vagina você sentirá o osso  púbico. O diafragma será colocado aí, para cobrir o colo do útero e se apoiar nesse osso púbico.

 É importante urinar e lavar as mãos antes de colocar o diafragma.




 1. Você deve treinar colocá-lo e retirá-lo várias vezes para se sentir segura e mais experiente antes de ter a primeira relação sexual utilizando-o.




 2. Você pode escolher várias posições para introduzir e retirar o diafragma: ficando em pé com uma perna levantada, de cócoras, sentada recostada com as pernas dobradas ou deitada. Experimente e escolha a posição em que se sinta mais cômoda.


 3. Para facilitar a colocação, você pode colocar um pouco de lubrificante íntimo na borda do diafragma, para facilitar a sua introdução no canal vaginal. Caso utiliza espermicida, não é necessário o lubrificante, e você deve colocá-lo na borda e um pouco dentro do diafragma.


4. Aperte as bordas do diafragma entre os dedos polegar e indicador.


 5. Introduza o diafragma no canal vaginal com a parte abaulada virada pra baixo e vá empurrando até o fundo da vagina. Com o dedo indicador ou do meio, empurre o diafragma até que ele se abra no final da vagina. Ele irá deslizar sem machucá-la.



6. O diafragma irá se abrir e você irá sentir sua borda apoiada no osso pélvico. Confira se está firme e se o colo do útero está coberto pelo silicone.

 7. Pronto, ele estará firme e protegerá o colo uterino do contato com o esperma.


Consulte sempre o profissional de saúde:

 Nos primeiros 7 a 10 dias, depois que você obteve o seu diafragma, para conferir se seu número está adequado e se está sendo colocado corretamente.

 A cada seis meses para reavaliar o número de seu diafragma ou sempre em que não estiver segura com a colocação ou tiver dificuldade para retirá-lo.

 Se você ou seu parceiro se sentirem incomodados com o diafragma.

 Se o diafragma sai do lugar quando anda, corre, tosse ou fica de cócoras.

 Quando observar sangue no diafragma após retirá-lo e não estiver em seu período menstrual.

 Se tiver parto, aborto ou cirurgia ginecológica, ou perder ou ganhar 10 kg, é necessário solicitar ao profissional que meça novamente o seu diafragma. Nessas condições o colo do útero pode modificar seu tamanho.


Vantagens

 O diafragma pode ser usado em todas as fases da vida de uma mulher.

 Contribui para que a mulher toque seus órgãos genitais e conheça melhor o seu corpo.

 Não atrapalha a relação sexual pois, em geral, homens e mulheres não sentem sua presença.

 Estudos recentes demonstram que o diafragma possui eficácia em torno de 98% quando bem utilizado e acompanhado de orientação médica (FEBRASGO, 1997).

 É considerado um dos métodos contraceptivos femininos mais inócuos, não faz mal a saúde.

 É ideal para mulheres que não podem ou que têm problemas com o uso de contraceptivos hormonais.

 Não tem efeitos colaterais e não interfere no ciclo menstrual.

 Pode ser usado com geléia espermicida, aumentando sua proteção.

 Protege o colo do útero contra eventuais lesões e infecções durante a relação sexual. Oferece proteção inclusive contra algumas DST e reduz a incidência de câncer de colo uterino.

 Pode ser utilizado durante a amamentação, pois não interfere na lactação.

 Não é descartável, possui durabilidade de 2 e 3 anos quando cuidado adequadamente.




Pontos a serem cuidados:

 A mulher que usa diafragma deve se disciplinar com seu uso constante.

 Não evita DST/AIDS, é necessário utilizar preservativos.

 É necessário tirar novamente sua medida após parto ou aborto e quando a mulher engorda acima de 10kg.

 Muitos profissionais de saúde desconhecem o diafragma e não sabem medir seu tamanho e nem ensinar utilizá-lo. Veja no site da Semina a listagem dos profissionais de saúde que realizam este trabalho.

Não é encontrado na maioria das farmácias e drogarias, é preciso solicitar o diafragma na Semina, em postos de saúde pública ou revendedores indicados no site da empresa.

 

       

 



Semina Indústria e Comércio Ltda
Rua Maracá, 658 - Vila Guarani - São Paulo - SP - 04313-210 - Fone: (11) 5014-7800 - Fax: (11) 5014-7807
© Copyright 1998-2007 - Semina - Todos os direitos reservados